Os Eventos

O ano de 2008 foi marcado pelas comemorações do IV Centenário do nascimento do Padre António Vieira – uma homenagem ao ilustre pregador, teólogo e prosador do período barroco. Dono de obras marcantes e notáveis, repletas de referências históricas, culturais e religiosas, onde se destacam os Sermões ou a História do Futuro. O ano vieirino veio dar voz a um homem que tentaram silenciar inúmeras vezes, apenas por defender os seus ideais íntegros. Um homem que se viu no papel de conselheiro e diplomata do rei D.João IV, admirado e aclamado pela rainha Cristina da Suécia e pelo Papa Clemente X, que maravilhava plateias de todos os estratos da sociedade de então. Porém, numa época em que a boca não podia dizer o que a cabeça pensava, vê-se perseguido, preso, impedido de pregar e de ensinar pela Inquisição, é expulso do Brasil pelos colonos portugueses, e até mesmo D.Afonso VI influenciado contra ele, arquiteta o seu afastamento e silêncio. Na realidade, o Padre António Vieira deveria ter ido do Brasil para Portugal ao serviço da Companhia de Jesus. Saudar o novo rei, expandir as suas influências e obter favores era a sua missão. Mas, muito inesperadamente, torna-se protegido do rei D. João IV, e passa a desempenhar papéis de grande relevância a nível político e diplomático. As suas deslocações frequentes entre Portugal, Brasil e algumas passagens pela França, Holanda e outros países Europeus, nem sempre foram prazerosas, inclusivamente perigando a sua própria vida. Porém, e apesar dos muitos momentos difíceis que terá vivido, António Vieira sempre conseguiu ultrapassá-los e sempre conseguiu voltar a ser admirado e aclamado.

Em 1697, ano da sua morte, deixa editadas obras em prosa, que serão ao longo dos seguintes séculos, traduzidas nas mais faladas línguas, deliciando leitores em todo o mundo. Na verdade, por onde António Vieira terá passado, foram realizadas homenagens e eventos vários.

É importante mencionar o Ano Vieirino de Ponta Delgado, o primeiro celebrado na ilha de Ponta Delgada. António Vieira terá ali naufragado em 1654, onde acabaria por ficar algum tempo a pregar ao povo. Nesta comemoração foram integrados um sarau cultural, uma conferência e o lançamento do Tomo I da Edição Nacional Crítica dos Sermões do Padre António Vieira, editado pela Casa da Moeda e pelo Centro de Estudos de Filosofia; e ainda, o descerramento em sessão solene de uma placa toponímica.

Em São Paulo, na Casa de Portugal, no Brasil, o Memorial da América Latina associa-se ao Centro de Estudos Fernando Pessoa para celebrar o ano vieirino. Leituras dramáticas de textos vieirinos, conferências sobre as suas obras e obras lusófonas associadas, comunicólogos, filósofos, teólogos e académicos reuniram-se durante três dias em abril de 2008. Finalmente, o mais importante evento vieirino celebrado em 2008 – o Congresso Internacional Padre António Vieira: 1608-2008 – Ver, Ouvir, Falar: O Grande Teatro do Mundo em Lisboa que foi organizado pela Universidade de Lisboa, Universidade Católica Portuguesa e ainda pela Província Portuguesa da Companhia de Jesus.

As jornadas diversas, seminários e sessões foram moderadas pelos mais respeitáveis especialistas e estudiosos da obra vieirina. O ano vieirino para além de uma homenagem à obra não deixou de ser, pelo menos em termos programáticos, uma homenagem ao artista e ao grande orador.

0 comments on “Os EventosAdd yours →

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *